BEM-VINDOS

A língua é uma das minhas maiores paixões - seja no campo da linguística seja relativa ao paladar. Este blog está centrado na primeira opção, mas de tudo um pouco pode ser encontrado aqui: leituras deleite, dicas, tira-dúvidas, análises linguísticas e tópicos de gramática normativa, curiosidades, humor e muito mais. Está esperando o quê?! Professor Diogo Xavier

Curta e acompanhe nossa página no Facebook

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Etimologia - cínico

Vamos mais uma vez colocar a mão na massa, dessa vez para pesquisar a origem da palavra CÍNICO, adjetivo bastante usado como ofensa. Comecemos, então pelo significado:


House, o médico mais cínico da TV
adjetivo e substantivo masculino
1    Rubrica: filosofia.
relativo a ou adepto do cinismo
2    Derivação: por extensão de sentido.
que ou aquele que afronta ostensivamente as convenções e conveniências morais e sociais
3    Derivação: por extensão de sentido.
que ou aquele que é dado a atos e/ou ditos imorais, impudicos, escandalosos; desavergonhado, debochado, sarcástico
4    Derivação: por extensão de sentido.
que ou aquele que fala ou age com descaso, impudência, falta de escrúpulos; petulante, atrevido

O que chama atenção inicialmente é o primeiro significado do verbete, que indica que a palavra vem da filosofia. Por derivação de sentido, CÍNICO passou a indicar, em resumo, um sujeito imoral, inescrupuloso, sarcástico, que vai de encontro às convenções sociais. Isso nós já sabemos, vamos à origem. Do grego, kunikós, aquilo que concerne a cachorro; passando pelo latim cynìcus, cynìca, cynìcum. Até o momento, a única relação possível entre CÍNICO e CACHORRO é que ambos são usados para xingar atualmente.

Aproveitando o ensejo do Houaiss, vamos buscar a palavra CINISMO:

Filósofo Grego, Diógenes demonstrando o viver cínico
1    Rubrica: filosofia.
doutrina filosófica grega fundada por Antístenes de Atenas (444-365 a.C.), que prescrevia a felicidade de uma vida simples e natural através de um completo desprezo por comodidades, riquezas, apegos, convenções sociais e pudores, utilizando de forma polêmica a vida canina como modelo ideal e exemplo prático destas virtudes.

Aí está! Essa doutrina pregava a vida simples e instintiva, através do desprezo pelas comodidades, materialidades e convenções sociais, assim como o cachorro o faz. O "fundador" era discípulo de Sócrates (não o ex-jogador) e o nome mais conhecido dessa doutrina é Diógenes de Sínope. Daí até se tornar um termo pejorativo, a palavra CÍNICO foi se modificando e deturpando o significado filosófico, e o desprezo pelas convenções morais e sociais se tornou a transgressão dessas convenções, daí passou a adjetivar também o sujeito sarcástico, que não se preocupa com o sentimento dos outros. Acredito (teoria minha) que essa deturpação veio principalmente das pessoas que não concordavam com as ideias propagadas pelo cinismo, e faziam críticas a conceitos que não pertenciam de fato a essa doutrina. Assim como Darwin nunca disse que o homem veio do macaco - e até hoje é ridicularizado por isso. Da mesma maneira também que a linguística nunca afirmou que o estudante não precisa aprender a norma de maior prestígio social (culta), mas até a imprensa a critica por 'ensinar o aluno a não seguir as regras do português'.

Enfim, pesquisa cocluída. Espero ter acrescentado informações interessantes à sua bagagem. Até a próxima!
Prof. Diogo Xavier

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Etimologia - O senhor é um fanfarrão!!!

Deu-me a curiosidade de buscar a origem da palavra "fanfarrão", termo bastante difundido após o lançamento do grande sucesso "Tropa de Elite", numa das inúmeras célebres frases do filme: "O senhor é um fanfarrão, senhor 02!"

Pois bem, vamos ao Houaiss, primeiro para saber os significados da palavra e identificar qual melhor se adéqua ao contexto empregado no filme:

fanfarrão: que ou aquele que conta bravatas, que alardeia coragem sem ser corajoso


Bem, como vimos, o Houaiss só apresenta um significado, que, de fato, está coerente com a frase empregada. Quanto a origem, o vocábulo vem do espanhol "fanfarrón", de origem controversa, mas provavelmente termo cognato* de "fanfare" (fanfarra), cujo significado vemos a seguir:


fanfarra:  substantivo feminino
1    Rubrica: música.
toque conjunto de trompas e clarins, outrora us. para assinalar diferentes momentos de uma caçada
2    Rubrica: música.
toque conjunto de instrumentos de metal em momentos festivos
3    Rubrica: música.
banda militar ligada a regimentos de cavalaria
4    Rubrica: música.
desenho melódico ornamentado, idiomático, num trompete
5    Rubrica: música.
conjunto de instrumentos de metal
5.1    Rubrica: música.
conjunto de instrumentos de metal e percussão no qual podem ser incluídos saxofones
6    Rubrica: música.
tipo de composição para fanfarra (conjunto)
7    Rubrica: música.
em ópera, trecho tocado por instrumentos de metal
8    Derivação: sentido figurado.
fanfarrice, fanfarronada

"Tira essa roupa preta que tu num é caveira!!!"
A maioria dos significados do verbete são relacionados à música, em especial com forte ligação a exército ou a caçada. Daí podemos nos lembrar de desenhos e filmes que representam realeza em que se usam instrumentos de sopro - comumente o clarim - para fazer um anúncio real ou indicar a chegada do rei. Enfim, a fanfarra é muitas vezes ligada a anúncio, exposição, alarde, possivelmente essa é a ligação com fanfarrão - aquele que faz alarde. Nesse caso, alarde de algo que não possui.

Por ora, isso é tudo.  =)

Prof. Diogo Xavier
*cognato: palavra que vem de mesma raiz de outra, ou seja, compartilham o radical e, por isso, têm proximidade de significados. Ex.: papel, papelaria, papelada / café, cafeteira, cafeeiro, cafeicultor.


sábado, 5 de novembro de 2011

Curiosidades linguísticas - Náusea e Adolescente

"A palavra náusea vem de naus, que em grego quer dizer navio. Nausia era, a princípio, a palavra grega que designava enjôo em alto mar. Foi "importada" [pelo latim e, posteriormente e consequentemente,*] por outros idiomas (português, espanhol, inglês, francês e italiano) significando qualquer mal-estar estomacal que induza ao vômito". Disponível em: www.linguaestrangeira.pro.br/voce_sabia.htm

 *comentário do autor deste blog.


"A palavra "adolescente" vem do particípio presente do verbo em latim adolescere, crescer. Já o particípio passado, adultus deu origem à palavra "adulto". Em português, as palavras seriam equivalentes a "crescente"e "crescido", respectivamente. Apesar de consideramos a fase da adolescência uma "invenção sociológica" relativamente recente, a palavra adolescente é cerca de cem anos mais antiga do que a palavra adulto." (Fonte: Word and Phrase Origins, de Robert Hendrickson). Disponível em: www.linguaestrangeira.pro.br/voce_sabia.htm

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Curiosidades linguísticas - nomes de países

"O nome Japão vem do chinês Ji-pen (raiz do sol), já que os antigos chineses acreditavam que o sol nascia nesse país. Até hoje, o Japão é conhecido como como "a terra do sol nascente". Em japonês, "raiz do sol" é ni-hon, ou Nippon. Daí o adjetivo nipônico, desigando (sic) aquilo que é relativo ao Japão. Disponível em: www.linguaestrangeira.pro.br/voce_sabia.htm 
  
"Argentina: derivado do latim “argentum”, que significa “prata”. Os primeiros exploradores e comerciantes espanhóis e portugueses usaram a região do “Rio de la Plata” (Rio da Prata) para transportar prata e outros tesouros provenientes do Peru. As terras em torno da foz do Rio da Prata acabaram ficando conhecidas como Argentina, “terra da prata”."

 "China: A dinastia “chin” conquistou todo o resto da China moderna, acrescentando o "a" no final significa "terra dos Chin" China."

"Portugal: O nome deriva de Portus e Calem o nome latino das duas localidades na foz do Douro, actualmente Porto e Vila Nova de Gaia, que dariam também o nome ao Condado Portucalense, o predecessor do Reino de Portugal. Outra origem do nome procede do latim “Portus”, “porto” e o nome do porto romano de Cale (hoje a cidade do Porto), situado no local da antiga colônia grega de “Calle” (“lindo” em grego). O nome composto “Portugal” deriva do nome do “Portus Cale”."

"Brasil: da árvore de pau-brasil (Caesalpinia echinata), chamada pelos índios de “pernambuco”, abundante na mata atlântica no período colonial português e extraída até quase a extinção, que por sua vez foi assim chamado por causa da sua madeira avermelhada, da cor de brasa (“brasil” em Portugal). " Disponível em: http://socuriosidades.blogspot.com/2008/01/origem-do-nome-de-alguns-pases.html
Imagem meramente ilustrativa da bandeira brasileira...

OBS.: Em relação à origem do nome do Brasil, observemos que é o que nos dizem na história, porém, a realidade é um pouco diferente:

"Os escritos medievais consagram um mito poderoso, as chamadas ilhas Afortunadas[...], onde reinam primavera eterna e juventude eterna, e onde os homens e animais convivem em paz. [...] Os fenícios as designaram com o nome BRAAZ e os monges irlandeses as chamaram de Hy Brazil. Entre 1325 e 1482, os mapas incluem a oeste da Irlanda e ao sul dos Açores a [...] Isola de Brazil, essa terra afortunada que a Carta de Pero Vaz de Caminha descreveu..."
"Um pouco mais tarde, virá o nome do lugar e, com esse nome, se nomeia a primeira riqueza mercantil: pau-do-Brasil, pau Brasil." Foi achado o Brasil" (Brasil: mito fundador e sociedade autoritária - Marilena Chauí, pág. 59 e 60).




quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Ártico, antártico e cretino - curiosidades linguísticas

Ártico, antártico e cretino - curiosidades linguísticas
O oceano Ártico tem esse nome por estar situado sob a constelação Ursa Menor, no Pólo Norte. Arctus é urso, em grego. Já o continente Antártico, mais comumente chamado Antártida, em português, é o que está em oposição ao Ártico (portanto, anti-ártico) no Pólo Sul. 



A palavra "cretino" tem uma etimologia um tanto surpreendente: vem de "cristão". Mas não tire conclusões apressadas! Na idade Média, em vales isolados dos alpes suíços,a ausência de iodo na comida fez surgir indivíduos deformados e com inteligência reduzida. Para que as pessoas os tratassem com compaixão, os padres lembravam que essas criaturas também eram cristãos (em francês, chrétien; no dialeto da região, cretin.) Fonte: Revista Superinteressante, dez/2001. 



FAÇA SUA BUSCA POR ASSUNTO AQUI